Socioeducandos fazem provão do Padre Moretti, em Porto Velho

Na segunda e terça-feira (25 e 26), um total de 38 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas fizeram os provões de Educação para Jovens e Adultos (EJA), aplicados na Unidade de Internação Masculina Sentenciada I, na Capital.

A Constituição Brasileira preconiza o direito de que todos devem ter acesso à educação, independente da situação em que se encontra o indivíduo. Portanto, o Governo do Estado de Rondônia, através da Secretaria de Justiça, vem investindo nesta área, garantindo assim o exercício da cidadania dentro das unidades penitenciárias e centros socioeducativos.

Este princípio é seguido pela Sejus, pois é assim que pensa a secretária de Justiça, Elizete Lima, que conta com o total apoio do governador Confúcio Moura para avançar nas metas de levar a educação como forma de reinserir na sociedade as pessoas privadas de liberdade. “A educação, além de ser um direito de todos, é o caminho para o desenvolvimento do cidadão, e como conseqüência de uma nação. É o que temos de melhor para oferecer para estes adolescentes”, reflete a secretária.

A coordenadora pedagógica de extensão da Escola Padre Moretti, Raika Fabíola, explica que os exames gerais da Educação de Jovens e Adultos abrangem todas as séries do ensino fundamental e após a divulgação dos resultados, os adolescentes que obtiverem aprovação no exame poderão requerer o certificado de conclusão parcial das disciplinas ou certificado de conclusão do Ensino Fundamental. “É uma excelente oportunidade para os meninos irem dando seguimento aos estudos, mesmo estando internos na unidade socioeducativa”, finaliza.



Texto e fotos: Celene Gomes
Fonte: Assessoria Sejus

Compartilhe

Enviar por email